270_3.jpg

Estação Rio Seco Moth Station - Batalha

RS2.jpg

A Estação Rio Seco Moth Station começou a funcionar em março de 2021. Foi montada com todo o apoio e ajuda do grupo Aves da Batalha. Convidaram-me a participar no projeto e como gosto imenso do conceito de cidadã cientista, aceitei o desafio imediatamente, mas sem noção alguma do que realmente implicava. Não me arrependo nada. 

Coloco a minha armadilha, tipo Skinner, na antiga eira da nossa casa, que fica a 110 metros do nível do mar. Tem uma vista linda sobre a encosta oeste do vale do Rio Seco e acho que deve ser por isso que as borboletas gostam de a visitar!

A aldeia do Rio Seco fica numa zona agrícola, com carvalhos, oliveiras, árvores de fruto e vinha, infelizmente grande parte já em estado de abandono.  Habitualmente faço uma sessão por mês. É sempre com grande entusiasmo que me levanto cedo pela manhã para fotografar as minhas visitas sonolentas. O dia mais memorável, até agora, foi o 15 de junho, quando havia mais de 300 borboletas (micros e macros) à minha espera – que desafio foi identificá-las. Uma etapa que, na verdade, só consegui cumprir com a ajuda do pessoal da Rede. 

1/5

Adoro fazer parte deste projeto. Estou orgulhosa pelo contributo que dou e grata pela ajuda e simpatia de todos os que me apoiam nesta aventura. Nunca imaginei que o mundo das borboletas noturnas fosse tão diverso e tão lindo – tenho aprendido imenso. 

Responsável: Sandie Mourão