270_3.jpg

Estação Chafariz de Fala - Coimbra

A Estação do Chafariz de Fala nasceu em março deste ano para integrar a Rede de Estações de Borboletas Nocturnas, com muito entusiasmo e algum ceticismo relativamente ao potencial de afluência de borboletas a um habitat longe de bosques, serras ou extensos espaços arborizados.

Instalei uma armadilha Robinson, com lâmpada actínica de 25 W, numa varanda do apartamento, virada a Este, ao nível de um primeiro andar, na franja periférica de Coimbra, num ambiente misto de urbano e rural. Ao lado do prédio existe um campo de pousio com grande variedade de flora, um enorme Pinheiro de Norfolk (Araucaria heterophylla) e, ao redor, quase todas as casas têm quintais com hortas ou jardins.

E é com grande surpresa (pessoal) que ao fim de seis meses, com 71 sessões Adicionais e seis de Protocolo, a Estação contabilizou 1030 indivíduos num total de 120 espécies.

Passou uma primavera e um verão e começam agora a surgir as segundas gerações de borboletas como as Coscinia chrysocephala ou as Hoplodrina ambígua.

1.jpg

Marumba Quercus

lp2.jpg
lp1.jpg

Laothoe populi 

Por causa destas evidências, aumentou o entusiasmo, mas não o ceticismo, e curvo-me perante esta possibilidade de, enquanto cidadã, poder aprender e contribuir ativamente para a Ciência, num respeito soberano pela biodiversidade.

Responsável: Elisabete Cardoso